Três fatos estranhos sobre mim

04 outubro 2017


1 - Não durmo com a orelha descoberta: Sim, eu não durmo com a orelha descoberta. Parece que o frio que sinto a noite é mais forte na orelha e eu simplesmente não consigo nem pensar na possibilidade de dormir com ela descoberta . Estranho? Com certeza. Talvez o medo de entrar algum bicho enquanto estou dormindo também contribua para esse fato estranho, não sei, ou seria medo do capeta sussurrar em meu ouvido? Fica a dúvida no ar - haha -

2 - Eu acho que os animais podem ouvir meus pensamentos: Sempre que vejo um animal na rua ou em qualquer outro lugar eu falo com eles através do meu pensamento e tenho a noia de que eles podem me ouvir e até mesmo me entender. Antes de me aproximar de algum bichinho para dar carinho, principalmente dos gatos - amo - eu digo: "não corre não, neném", porém eles sempre correm. Isso me estressa bastante e muitas das vezes acabo chamando o gato pra briga - brincadeira, mas se fosse o caso eu iria perder com certeza - Acho que os gatos não gostam muito de mim, porém ainda assim são os meus bichinhos preferidos do mundo.

3 - Sempre penso que estou sendo observada: Como assim, miga? Então, gente, é o seguinte, sempre que vou fazer algo como lavar a louça, limpar a casa, caminhar na rua, dormir, ler, estudar e outras coisas, eu penso que alguém está me observando - admirando - cada ação minha. É como se eu tivesse um admirador secreto que me observa em tudo que eu faço, entendem? Sim, eu sei, sou muito louca. Mas, e se alguém fica me observando mesmo? - além de Deus, claro - Essa é uma coisa que nunca irei saber... nem vocês, sorry.

Momentos simples e cheios de valor

30 setembro 2017


Hoje eu me senti em paz comigo mesma, por um momento, pelo menos. Era tarde, o tempo estava incrível e o céu ainda mais azul que o normal. Eu estava sentada na porta da minha amiga e estávamos conversando bobagens da vida quando comecei a pensar no quão aquele momento simples estava significando para mim. Acho que foi a primeira vez nesse querido mês de setembro em que me senti leve, sossegada e de boas. É tão bom estar ao lado de pessoas que amamos quando elas tem um efeito bom sobre nós. Conseguimos esquecer os problemas, as tarefas pendentes e contratempos que só a vida tem. Hoje eu me senti assim, totalmente bem. Eu não me importei com as pessoas que estavam passando a minha volta, se o sol ardia a minha pele e se a bunda estava doente sentada naquele chão duro, pois, a sensação de estar ali era tão boa que superava todas essas coisas. Para o meu mês de outubro, eu desejo que momentos assim se repitam mais vezes. Sei que para alguns pode parecer um simples momento, e foi mesmo, porém, momentos simples são os que carregam mais valor para mim.

Tenho algumas metas para outubro e vou por elas aqui nessa postagem porque acho que se encaixa bem na vibe que ela seguiu e eu espero conseguir realizar todas essas metas com sucesso - não sou de ter metas, porém acho que esse mês quero tentar algo novo -
Ir todos os dias para escola - Estudar uma hora por dia  - Fotografar mais - Postar no blog com mais frequência - Enviar cartas para algumas amigas virtuais - Ir bastante para praia - Fazer cronograma capilar - Comprar ingresso para o festival de verão - Conhecer pessoas novas - Fazer dreads no cabelo - beber menos
Minhas metas são bem simples de serem realizadas, eu sei, porém acho que vai ser um pouco complicado conseguir realizar todas essas coisas e por isso eu coloquei elas como metas. A primeira meta é uma das que mais preciso seguir, pois, estou faltando muita aula e receio repetir de ano por isso. Mas enfim, esse assunto é papo pra outra hora. Eu espero que tenham um ótimo mês e que saibam aproveitar os momentos de vocês, por mais simples que eles sejam. 

Às vezes, para se encontrar é preciso se perder

29 setembro 2017


Estava navegando em alguns blogs que me motivaram a criar o memorizeis e percebi uma coisa a respeito do blog: ele mudou, né? Mudou em todos os sentidos, para ser sincera. Mudou na aparência, talvez de personalidade e até mesmo de conteúdo. Ele vem ficando desatualizado por muito tempo, não estou tendo muitas ideias para postar e até mesmo a motivação vem me faltando. E sabem o motivo? Eu me perdi tentando me encontrar. Eu tinha me perdido, na verdade, pois acabo de me encontrar. Passei praticamente toda a manhã lendo as postagens aqui do blog, vendo os comentários que recebo e tentando entender em qual texto, parágrafo ou vírgula eu havia me perdido. Acabei por perceber que me perdi quando deixei de ser quem eu sou e fui substituída por um alguém que eu gostaria de ser e que na verdade, não tem nada a ver comigo. O layout do blog tinha ganhado um rumo totalmente oposto do seu foco e agora que me encontrei percebi o quão superficial estava isso aqui, que é o meu refúgio, o meu lugar para se expressar e o meu ambiente de paz. Hoje o blog está voltando a sua essência. Estou voltando a ser amigo de quem me ler e de um certo modo a ser amigo do meu blog. Voltei a entender que ele é meu confidente, meu diário e meu amigo - sempre foi e sempre será - Vocês são meus amigos, vocês são amigos do blog, e agora, nesse momento, eu afirmo para vocês que me encontrei, porém para isso ter acontecido foi preciso voltar ao inicio e ver onde eu havia me perdido. Foi preciso juntar meus pedaços que ficaram espalhados no meio do caminho até aqui para poder me encontrar ainda mais completa do que antes.

A postagem principal que fez eu querer me encontrar foi a do blog a teoria de todas as coisas. Na postagem diz algumas coisas que me fizeram enxergar o que estava na minha frente. Ela também estava meio perdida e voltou a se encontrar. Mesmo que não diretamente, essa postagem me fez ver que perdi o formato "raiz" do meu blog - como ela diz na postagem - e isso me deixou muito frustada comigo mesma. Por isso, é sempre bom ver se não estamos perdidos por ai e nos encontrar para que tudo fique bem no final.
Layout By The Dutch Lady Designs e personalizado por Viviane.