Five years ago

4 de maio de 2017


Eu te abracei pela última vez e pude sentir o seu coração descompassado me pedindo pra ficar. Os seus olhos me fitavam com afeto e naquele momento eu soube que você me amava e que eu, se continuasse nos seus bracos por mais dois segundos, não teria coragem suficiente para te deixar.

Foi ai que eu parti. Eu caminhei em direção a saída e lutei contra todos os meus sentimentos para não olhar para trás e perdoar o seu erro. Eu não podia olhar para trás, não podia te perdoar. Nossa história havia chegado ao fim e eu precisava seguir em frente. E foi assim que aconteceu. Eu entrei no primeiro táxi que vi e agora, mesmo após 5 anos, ainda sinto a sua falta. Acordo e me pergunto todos os dias o que você tem feito da sua vida. Se encontrou outro amor ou se continua pensando em mim...

Poderíamos estar juntos, sabia? Poderíamos ter tido filhos, feito viagens inesquecíveis e até morar juntos... Perdemos a chance de ficar bem loucos numa festa e de beber, juntos, até cair. Sim, perdemos tudo isso. Perdemos afetos e beijos nunca dados. Perdemos momentos e sentimentos de uma vida. E tudo isso porque? Por causa de um erro. Um maldito erro.

Traição é algo que eu realmente não esperava de você. Mas aconteceu. Você saiu numa noite e bebeu tanto a ponto de ficar com outras mulheres e esquecer que o seu amor estava em casa esperando apenas uma ligação sua para saber como foi o seu dia. Droga! Não culpo a bebida. Culpo você. Te culpo por ter sido fraco. Por ter deixado a pessoa que mais te amava ir embora e ainda mais por ter me feito te amar. Te culpo por ainda doer, mesmo após 5 anos, ao lembrar da sua cara me contando sua traição. Eu poderia ter me sentido traída naquele momento ~ Claro, o meu namorado me traiu ~ Porém, não via as coisas desse jeito. Você não me traiu. Você traiu o amor. Traiu o amor que eu sentia por você e que você dizia sentir por mim. E foi por isso que eu te deixei, numa noite de sábado de 1896.

3 comentários:

  1. queeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee, esse ano deu um bug na minha cabeça, é 1896 mesmo ou você botou errado? Várias teorias apareceram na minha mente huaha se foi um erro, esse detalhe acabou deixando mais interessante ainda huahuahua

    Bom, eu sei bem como é essa sensação horrível, tive 4 namorados e 3 me traíram. Traição é uma coisa que eu nunca perdoo.
    Às vezes me pego pensando nisso, embora já tenha se passado muito tempo, não sinto saudade dos meus ex, mas sinto uma tristeza pelo que me fizeram sentir.

    Com amor,
    Bruna Morgan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaaa eu também ficaria bugada se fosse você. Mas, bem, deixe-me explicar. O texto/crônica não conta uma história minha, que eu passei. É uma história/crônica fictícia. Por isso ocorreu no ano de 1896 haha. 💙

      Excluir
  2. Infelizmente traição é uma das coisas que eu não consigo aceitar também. Acho que quando tem amor de verdade, não existe desculpa de "Estava bêbado". Isso não rola né? Porque a pessoa bêbada faz o que já tinha vontade na cabeça, mas aí toma a dosinha de coragem que a liberta. Adorei esse texto que conta o lado da pessoa que foi traída de uma forma menos agressiva e com amor ainda, sabe?
    Beijos!

    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir